JUMPER BRASIL

Notícias, Artigos, Vídeos, Rumores, NBA

A Derrota do Basquete


O Brasil está fora da disputa pela medalha no basquete masculino das Olimpíadas de Londres. O fato não pode ser surpresa para ninguém, especialmente se considerarmos que há 16 anos não disputávamos uma partida sequer na competição. Voltamos, lutamos e saímos de cabeça erguida. E só.

Não vou compactuar com os que se deram por satisfeitos com a nossa campanha. Passamos em segundo lugar na primeira fase e, conseqüentemente, terminamos a competição em quinto lugar(?), por conta de uma vitória marota contra uma desinteressada seleção espanhola. Nosso técnico não me pareceu tão brilhante como em outros tempos. Ainda não entendo porque, mesmo após mais um terrível início de segundo período, não houve pedido de tempo para acertar as coisas. Deixamos a Argentina arremessar livremente durante boa parte do jogo e o buraco de 15 pontos de vantagem ficou demasiado profundo para ser tapado apenas nos minutos finais. Erramos muito no ataque, com a bola parada ou não. Bolas demais para quem não sabe decidir e minutos de menos para outros. E finalmente, na hora da decisão, não executamos. Nada. Ficamos tão perdidos quanto o handball feminino.

O adversário, ainda que em notória decadência, é superior. Talvez por muito pouco tempo, mas não há muito que discutir. Os argentinos têm a bagagem, têm a medalha no peito. Souberam e sabem decidir. Nós, há tanto tempo deslocados da elite mundial, ainda temos que reaprender.

Sobretudo, quero dizer que o mais triste da eliminação brasileira não está no nosso fracasso, mas sim na vitória da Espanha sobre a seleção francesa. Deixou-me a impressão de que o “jeitinho” compensa. Não sei como seria o possível cruzamento “Brasil X França” e “Argentina X Espanha”. Talvez fosse melhor não enfrentar um adversário que nos tem na caderneta. Ou talvez ficássemos pelo caminho da mesma forma.

Sei apenas que Londres ficará marcado pra mim como os Jogos da desconfiança. Porque não cometer faltas ou ter longas posses de bola no final de uma partida é atitude de time que tem o resultado favorável nas mãos. O que é “favorável”, então?

E a prata poderá ter cor de lata.

“A dúvida é desagradável, mas a certeza é ridícula.” (Voltaire)


16 comentários em “A Derrota do Basquete

  1. Joseph
    agosto 9, 2012

    Aff, falou tudo. Foi injusto e roubado o jogo segunda. A Espanha tirou o pé do acelerador. Marc Gasol estava fazendo a festa na nossa defesa e quase não jogou no último quarto. Punição?? Essa geração espanhola de jogadoers maravilhososs perdeu o meu respeito. Que tomem uma lavada dos EUA e essa prata tenha cor de latão como citaram.

    • Guilherme Ferreira
      agosto 9, 2012

      Amigo, nunca uma medalha de prata vai ter cor de latão, pq pra chegar la precisa vencer, perder dos EUA todo mundo vai perder, colocar a Espanha como vilões é bobeira, duvido que se o Brasil tivesse feito isso vc falaria isso, e pro Brasil era muito mais facil fazer
      isso heim…rss

  2. RafaelRox
    agosto 9, 2012

    Compactuo com seu texto

  3. Diego
    agosto 9, 2012

    Acho que a critica é valida mais muito dura. Depois de 16 anos, e da nociva Era Oscar, o time finalmente se estrutura e consegue ir a olimpiada com um time bom com grandes talentos. Perde por inexperiência do elenco e só isso, o basquete é feito de vitórias e derrotas as vezes o time melhor perde e etc.. Quanto ao Tecnico Ruben eu penso que ele sempre foi isso faz um bom trabalho na defesa mais tem poucas jogadas ofensivas.. O que eu concordo plenamente é o jeitinho anti-esportivo da espanha, se o Dream Team foi o ápice do esporte a Espanha 2012 foi o anti-ápice vergonhoso.. Bernardinho ja fez a mesma coisa? já! mais nao da mesma forma, jogou com os reservas poupando os titulares, não como a espanha que jogou com os titulares jogando igual gelatina…

    • RafaelRox
      agosto 9, 2012

      Mano… eu queria entender.. porque você diz que a era OSCAR foi nociva ao basquete brasileiro. Porque eu penso que se não houvesse existido um Oscar no Brasil.. o basquete seria mais desvalorizado do que é hoje. Eu queria saber o porque falas pra mim entender.

      • Christian Olender Schoch
        agosto 9, 2012

        Não é uma crítica ao Oscar como jogador mas a “Era” que o Diego está se referindo. Quanto ao Ruben eu senti ele desconfortável em uma decisão contra o país dele mas eu não tenho certeza. Creio que se tivesse colocado o Larry Taylor no lugar do Huertas como no jogo contra a Rússia teríamos equilibrado a partida. A seleção me agradou, quero mesmo é ver mais atletas brasileiros jogando na NBA e quanto às medalhas… ora, as medalhas de ouro, prata e bronze deveriam ir todas para os Estados Unidos.

      • @Vinidonato
        agosto 9, 2012

        Eu agradeço por ter visto o Oscar e acho uma pena não termos tido competência para explorar a proporção que o basquete tomou naquela época. Fazendo uma comparação meio tosca, é mais ou menos como o fenômeno Gustavo Kuerten não foi aproveitado.

  4. Guilherme Ferreira
    agosto 9, 2012

    O texto indica que a culpa do Brasil não passar pela argentina foi a Espanha ter perdido para nós, pelo amor, a Espanha não queria enfrentar o EUA prematuramente, não tem nada a ver com a Argentina, achei estranho as alterações e ausencias delas pelo Magnano no jogo contra a Argentina, apostando em jogadores errados e mudando pouco o jogo, o mais triste pra mim foi o Spliter, jogou nada essa olimpiada e provou que é apenas um jogador mediocre, Nenê tem a fama de amolecer em jogos decisivos na NBA, o que fez na olimpiada?, Huertas e o nosso melhor talento, mas precisa tomar melhores decisões em momentos decisivos, Varejão fez uma boa olimpiada fazendo a sua parte, leandrinho eh um bom codjuvante, porém, vai muito mal d ator principal, enfim varios jogadores não estarão no Brasil em 2016, mas no geral, fizemos uma boa olimpiada

    • @Vinidonato
      agosto 9, 2012

      “O texto indica que a culpa do Brasil não passar pela argentina foi a Espanha ter perdido para nós”. Cara, o texto não indica isso e nem teria como indicar, uma vez que um fato nada tem a ver com outro. Só quis dizer que o curso normal das coisas seria um outro emparelhamento. Não quis fazer análises individuais, mas a sua foi bem legal.

      • Guilherme Ferreira
        agosto 9, 2012

        entendo, foi mal. Concordo que as coisas seriam diferentes mesmo, o que me incomodou foi as ações do nosso tecnico, axo q o fato de ser argentina prejudicou ele nesse jogo, o varejão não ter voltado no ultimo quarto é algo inexplicável, não creio que houve má vontade dele, mas que ele não estava confortavel com a situação foi facil d se perceber, mas aonde ele levou nosso basquete supera e muito pequenos erros nesse jogo.

    • @Vinidonato
      agosto 9, 2012

      O plano ofensivo brasileiro deixou muito a desejar. A insistência nas jogadas com os pivôs matou nosso jogo. Não carregamos o Scola com faltas, não convertemos os arremessou ou os lances livres. O grande mérito do Magnano, pra mim, está naquela classificação com aquele time do pré-olímpico. Como você disse, a atuação dele contra os hermanos não merece elogios.

      • Guilherme Ferreira
        agosto 10, 2012

        Concordo, foi mal na partida mesmo…

  5. Christian Olender Schoch
    agosto 9, 2012

    Faltou também a marcação sobre pressão que era o mínimo que um time com vontade de ganhar medalha deveria fazer.

    • @Vinidonato
      agosto 10, 2012

      Sem dúvida. Aquilo que o Hélio Rubens repetiu uma dúzia de vezes na transmissão faz todo sentido. Não tiramos os argentinos do seu plano de jogo. Deixamos jogar.

    • Guilherme Ferreira
      agosto 10, 2012

      Sim, e isso é uma coisa relativamente facil e se viu no jogo contra os EUA aonde os americanos apertaram a marcação e os Argentinos sentiram feio (time veterano), erro primário mesmo….

  6. Jefferson
    agosto 10, 2012

    Concordo com quase tudo, menos a ultima frase!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em agosto 9, 2012 por em Blogs, Coluna Fast Break.
%d blogueiros gostam disto: