A ida do pivô Dwight Howard para o Los Angeles Lakers rendeu duras críticas a Rob Hennigan, GM do Orlando Magic. A negociação, que também envolveu o Philadelphia Sixers e o Denver Nuggets, enfraqueceu a equipe da Flórida e tornou o Lakers ainda mais forte na briga pelo título da NBA.

Hennigan recebeu várias propostas antes de aceitar a oferta da equipe de Los Angeles. Uma delas, segundo a imprensa norte-americana, seria do Houston Rockets, que oferecia um “pacote” com diversos jogadores, incluindo suas escolhas de primeira rodada do draft deste ano, pelo pivô.

Mas segundo o repórter Sam Amick, da Sports Illustrated, o GM do Orlando Magic não trocou Dwight Howard com o Rockets pelo fato da oferta não envolver os jogadores especulados. Diferente dos cenários de negociação divulgados anteriormente, somente uma das escolhas de primeira rodada da franquia de Houston, Jeremy Lamb, seria incluída na troca. Gary Forbes, Jon Brockman e Marcus Morris, além de Kevin Martin, também foram disponibilizados, mas não despertaram a atenção de  Rob Hennigan.

“O que está disponível na teoria e o que está disponível na realidade não são necessariamente os mesmos”, disse o GM, que completou afirmando estar feliz com o fim da novela.  “No final do dia, estávamos felizes com o resultado do comércio, considerando as circunstâncias.”

Na negociação que levou Howard a Los Angeles, o Orlando Magic recebeu Al Harrington, Arron Afflalo, Josh McRoberts, Christian Eyenga, Moe Harkless, Nikola Vucevic e uma escolha de primeira rodada de Lakers, Nuggets e Sixers, além de uma escolha de segunda rodada do Nuggets.

Quer assistir a um jogo da NBA? Então aproveite o cupom de descontos do Jumper Brasil no Super Ingressos.