O técnico Mike Brown, do Los Angeles Lakers, ficou muito empolgado ao saber que o elenco que terá em suas mãos será tão qualificado em busca de seu primeiro título como treinador. Para ele, as chances são boas, mas o time precisa entrar em quadra antes.

“Você precisa dar a Dr. Buss, Jim Buss, e Mitch Kupchak, crédito por conseguirem juntar tantos astros em um elenco”, afirmou Brown. 

Quando ficou sabendo da notícia que o Lakers havia conseguido Dwight Howard sem perder o espanhol Pau Gasol, o técnico ficou tão eufórico que quase se machucou.

“Eu pulava, mas minha mente dizia que eu não devia fazer isso e eu quase tive uma distensão na coxa”, disse. “Então, eu me levantei lentamente e os abracei. Devo ter sido o primeiro técnico em todos os tempos a abraçá-los depois de uma troca”.

Sobre ter o armador Steve Nash comandando o time em quadra, Brown mostrou-se novamente satisfeito.

“Teremos Nash coordenando a equipe e tomando as suas próprias decisões, conduzindo a bola e fazendo o time jogar”, afirmou. “Ele será a peça mais importante nesse sentido”.

Brown está entusiasmado, mas sabe que a próxima temporada será muito mais cobrada do que na anterior. O técnico entende que a situação agora é diferente.

“Pressão. Eu sei que será pressão, pressão, e mais pressão para conquistar o título”, disse. “Pressão para saber se estamos preparados ou não, mas apesar de dizerem que o nosso time está muito mais forte, ainda teremos pela frente o Oklahoma City Thunder, que venceu o Oeste na última temporada. E ainda tem o Miami Heat. Especialmente por adicionarmos Nash e Howard, a expectativa será muito grande”.

O Lakers ainda contratou o ala Antawn Jamison, que veio do Cleveland Cavaliers para ser reserva, além de Jodie Meeks, que saiu do Philadelphia 76ers em busca de mais um campeonato.

Quer assistir a um jogo da NBA? Então aproveite o cupom de descontos do Jumper Brasil no Super Ingressos.