JUMPER BRASIL

Notícias, Artigos, Vídeos, Rumores, NBA

A estrela solitária da Philadelphia


O Philadelphia 76ers (ou Sixers) é uma das franquias mais tradicionais da NBA, com três títulos conquistados: o primeiro aconteceu na distante temporada de 54-55, quando ainda era conhecido como Syracuse Nationals; em 66-67, Wilt Chamberlain finalmente conseguiu sobrepujar Bill Russel, e interrompeu a sequência de títulos do Boston Celtics (oito seguidos); por fim, em 82-83, foi a única equipe que interrompeu os nove anos de supremacia dos Los Angeles Lakers e Boston Celtics – entre 1980 e 1988 foram cinco títulos para o time roxo e dourado e três para o verde e branco – com um dos times mais dominante da história liderado por Moses Malone e Julius Erving.

Em 2000-01, o time levava a crer que o quarto título da franquia viria, pois além da melhor campanha do ano (56-26, empatados com o Los Angeles Lakers) eles tinham: o MVP da temporada, Allen Iverson; o melhor defensor, Dikembe Mutombo; o melhor sexto homem, Aaron McKie; e o melhor treinador, Larry Brown. A única coisa que faltou foi… Bem, você já imagina o quê.

Veja aqui a primeira parte do especial feito sobre aquela temporada:

O time do Philadelphia não era difícil de destrinchar: defesa fortíssima tanto no perímetro (Iverson liderou a liga em roubadas) quanto no garrafão (os pivôs Theo Ratliff e Dikembe Mutombo faziam o trabalho sujo com tocos e rebotes),  sofrendo apenas 90.4 pontos por partida. Quando o time recuperava a bola, Allen Iverson usava de sua velocidade para fazer os pontos na transição.

Quando não pontuava no contra-ataque, ele se isolava e ou infiltrava no garrafão – como poucos na história da liga – ou usava de sua habilidade para pontuar com step-backs (frequentemente fazia as duas jogadas no mesmo lance). Para se ter uma ideia de sua importância, ele foi o cestinha da liga com 31.1 pontos por partida, e só três outros companheiros tiveram dígitos duplos de média (Ratliff, Mutombo e Aaron McKie).

A temporada de 2000-01 não foi fácil para o Sixers em termos de lesão. Sua escolha no Draft, o armador Speedy Claxton, não jogou a temporada por causa de um problema no joelho. Só um jogador participou de todas as 82 partidas da temporada regular, George Lynch, e o caso mais icônico foi o do pivô Theo Ratliff, que vinha fazendo uma belíssima temporada (tinha a incrível média de 3.7 tocos por jogo). Ele inclusive foi convocado para o All-Star Game, mas machucou o pulso e não jogou mais na temporada.

Mesmo assim foi trocado na Trade Deadline (juntamente com Toni Kukoc, Nazr Mohammed e Pepe Sanchez) por Dikembe Mutombo, que saiu de um fraco Atlanta Hawks e de quebra ganhou seu quarto e último prêmio de Defensor do Ano com a camisa do Sixers. Com tantas mudanças e problemas, o time contou com o talento de Larry Brown em montar sua equipe, e o quinteto titular mais utilizado (Tyrone Hill, Allen Iverson, George Lynch, Theo Ratliff e Aaron Mckie) só atuou junto em 22 jogos.

Playoffs

Na primeira rodada dos playoffs, o time enfrentou o algoz de duas temporadas seguidas, o Indiana Pacers de Reggie Miller. No jogo 1, Iverson sentiu a pressão e fez apenas 16 pontos (menos até do que McKie, que fez 18), mas a defesa do Sixers conseguiu manter o time no jogo até o fim. Porém,  faltando 2.9 segundos para acabar o jogo, Reggie Miller fez a cesta de três pontos salvadora que virou o jogo pra 79×78, e o Pacers abriu 1-0. Nos outros três jogos, Iverson desencantou com médias de 36.7 pontos e o Sixers venceu a série por 3-1, avançando para as semifinais.

Nas semifinais de conferência, Portland se viu frente a frente com o Toronto Raptors, da jovem estrela Vince Carter. Foi uma série complicada e disputada até o sétimo jogo, porque a base do time, a defesa, simplesmente não conseguia segurar Carter! No jogo 3 da série, fora de casa, ele acabou com 50 pontos, sendo 27 deles através de bolas de 3 (aqui temos dois recordes da NBA: os 9 acertos em 16 tentativas, sendo que o 8 deles foram em um único tempo). No fim, suas médias foram de 30.4 pontos, 5.6 assistências, 6 rebotes e 2 tocos ao longo da série, o que não foi suficiente para ofuscar Allen Iverson.

O menor e mais leve MVP da história da NBA foi espetacular com médias de 33.7 pontos, 6.9 assistências e 3.1 roubadas, fez mais de 50 pontos em dois jogos (54 no jogo 2 e 52 no jogo 5), e ainda distribuiu 16 assistências no derradeiro jogo 7. A história poderia ter sido outra se Carter não houvesse errado, desequilibrado, o último arremesso da série o Raptors perdeu por 88×87, dando adeus ao título. O Sixers avançou para as finais do Leste pela primeira vez em 16 anos para enfrentar o Milwaukee Bucks, que eliminara o Charlotte Hornets.

Mais uma vez sete jogos foram necessários para o Philadelphia, e dessa vez o duelo de Iverson foi contra o Big Three do Bucks, formado por Ray Allen, Sam Cassel e Glenn Robinson. A inconstância de Iverson foi crucial para que o Bucks dificultasse a série – no jogo 2 ele fez apenas 16 pontos (menos do que McKie e Mutombo, que fizeram 21 e 18 pontos respectivamente), contra 37 de Ray Allen (7 acertos em 11 tentativas do perímetro); no jogo 3 ele teve que se recuperar de lesões e não atuou; no jogo 5 foram 15 pontos (o herói da noite foi Dikembe Mutombo com 21 pontos e 13 rebotes, sendo 6 ofensivos); e no jogo 6, em que fez 46 pontos, só “apareceu” no último quarto, quando esteve on fire e fez 26 pontos (Ray Allen fez 41 pontos, sendo 27 através de arremessos de 3 – empatado com Carter em acertos de 3 em um jogo de playoff). Mas no jogo 7 ele decidiu mais uma vez com 44 pontos, e o Sixers avançou – Mutombo e Ray Allen igualaram recordes em séries de sete jogos: o maior número de cestas de 3 pontos, com 28 acertos, para Allen; e Mutombo pegou 45 rebotes ofensivos.

The Finals

Fazendo a sua primeira aparição em 18 anos nas finais da NBA (a última havia sido em 1983, quando varreu o Los Angeles Lakers), o Philadelphia 76ers teve como adversário o… Los Angeles Lakers! A turma de Phil Jackson era a atual campeã da liga e havia vencido todos os jogos dos playoffs até o momento, varrendo o Portland Trail Blazers, o Sacramento Kings e o San Antonio Spurs. A imprensa noticiava que o Lakers seria o primeiro time invicto nos playoffs da NBA, feito que o próprio Sixers falhara em alcançar em 83, e ainda contava com dupla Kobe Bryant e Shaquille O’Neal no auge da forma e do entrosamento.

Porém, logo no jogo 1 das Finais Allen Iverson encerrou essa especulação. Com uma atuação histórica, o armador fez 48 pontos,  ofuscou as estrelas Shaq (44 pontos e 20 rebotes, mas nenhum toco) e Kobe (que falhou miseravelmente em marcá-lo naquela noite) e humilhou Tyron Lue; o Philadelphia venceu na prorrogação por 107×101. Infelizmente suas atuações não foram suficientes para vencer mais nenhum jogo naquela série, e o Sixers foi “varrido em cinco jogos” nas finais, mesmo com as médias de 35.3 pontos de “The Answer” – e o recorde de 162 arremessos em uma série de cinco jogos – maior do que a do MVP das finais, Shaq, que teve “apenas” 33 pontos de média, além de 15.6 rebotes por partida.

Não vingou

Desde os playoffs de 2000-01 (em que igualou o recorde negativo da NBA de mais derrotas, com 11 ao todo, sendo 6 em casa), a melhor campanha do Philadelphia ocorreu na temporada passada, quando avançaram até as semifinais da Conferência Leste, mas perderam em sete jogos para o Boston Celtics. Iverson continuou sendo a estrela solitária da franquia até ser negociado com o Denver Nuggets em 2007, mas nunca mais jogou uma final de NBA. Em 2004, o técnico Larry Brown se vingou dos Lakers ao ser campeão com o time do Detroit Pistons.

Curiosidade

No início daquela temporada, surgiram rumores de que Allen Iverson seria trocado para o Los Angeles Clippers devido à falta de sucesso do time nas temporadas anteriores. Ele então implorou para não sair do time, até mesmo publicamente, e pediu mais uma chance para mostrar que era capaz de guiar o time ao título. Quem acabou saindo foi Larry Hughes, seu colega na armação. Bem, ele quase conseguiu seu anel, não é verdade?

 

 

 

Sobre Luiz Fernando Teixeira

Colaborador do Jumper desde 2012. Pernambucano radicado em Salvador há mais de 10 anos, aficionado pela história da NBA e torcedor do Phoenix Suns - por causa de Steve Nash.

33 comentários em “A estrela solitária da Philadelphia

  1. Lucas P.
    setembro 1, 2012

    Cara na moral… Ele seeria hoje um bom reserva, tanto pra Lakers e pra Heat.. Na verdade no Heat seria titular, porque Mario Chalmers não dáá.. Mas no Lakers descansaria bem o Steve Nash ou até o Rajon Rondo no Boston!!!

    • Ramon
      setembro 1, 2012

      Mano , se vc não sabe o Iverson jogava na posição 2 de ala-armador.

      • Michel
        setembro 3, 2012

        Tudo bem, mas ele jogaria tranquilamente em franquias como Bobcats e Raptors, por exemplo.

        Ele não aceita a reserva, mas tem condições de ser titular.

    • Luiz Fernando Teixeira
      setembro 1, 2012

      Iverson não consegue ser reserva, Lucas, e quando jogou pelo Grizzlies isso ficou claro.

  2. Juliano
    setembro 1, 2012

    ??????????????????????????????

  3. André Cardoso
    setembro 1, 2012

    ta falando do allen iveson???

  4. André Cardoso
    setembro 1, 2012

    o cara joga demais, um dos melhores, reserva , ta de brincadeira né

    • Plácido Alexandre
      setembro 1, 2012

      Corrigindo “O cara JOGOU demais,FOI um dos melhores,reserva,ELE NÃO ACEITA”

  5. BRuno Ribeiro-DF
    setembro 1, 2012

    Gosto de respeitar opiniões, mas quanta asneira nosso amigo Lucas P. falou, se Iverson estivesse jogando hoje no melhor de sua forma, estaria ali brigando com Durant e King James pelo título de MVP, o kra jogava demais e era Imparável no ataque… Me lembro q Shaq vinha com os seus tocos para cima de Iverson e os seus jumps sempre acabavam em cesta!!! Sem contar q Iverson tem o estilo de jogo bem diferente desses PG’s q o Lucas citou (Nash, Rondo e Chalmers) está mais para D-Rose e Westbrook…
    E Luiz Fernando Teixeira , pelo q me lembro o Eric Snow era o titular da armação do Sixers!!!
    Um artigo muito bom para deixar um torcedor do Sixers (eu) feliz da vida… hehehehe

    • Lucas P.
      setembro 1, 2012

      Não falei que se ele estivesse jogando em alto nivel não seria candidato a MVP.. Ou vai me dizer que ele ta destruindo? Não viaja néé, O cara jogo altas temporadas, me lembro que era animal de ver Lakers Vs Sixers… Allen Iverson entortava todos…
      E outra André Cardoso, o cara jogava demais.. Hoje está em baixa…
      Como o T-Mac!!!
      Parem de ser fan boy!!!

    • Luiz Fernando Teixeira
      setembro 1, 2012

      Então, Bruno, eu sei que o Snow era o titular, mas por causa das lesões ele só atuou em 50 jogos na temporada regular, e não esteve presente no quinteto mais utilizado.

    • Gotin
      setembro 1, 2012

      Verdade! Artigo muito bom para quem torce pro Sixers! Como eu também.

  6. Igor
    setembro 1, 2012

    Mesmo sendo fanatico pelo Lakers, acho q Iverson foi um grande jogador. Ele deve entra pro Hall dos grandes sem titulo como K. Malone, Stockton, Charles Barkley, Garry Payton … Só pra sitar alguns desses monstros.

    • Anônimo
      setembro 1, 2012

      gary payton ganhou com miami heat

    • Fabio
      setembro 1, 2012

      Gary Payton conseguiu um anel. Ele tava no Heat de 2006.

    • Clodoaldo
      setembro 1, 2012

      Gary Payton foi campeão com o Miami Heat em 2006

    • Ricardo Moraes
      setembro 1, 2012

      Gary Payton foi campeao com o Heat em 2006.

  7. Ramon
    setembro 1, 2012

    Esse cara merecia ao menos 1 titulo da NBA !! Jogava muito !! Destruia grandes defesas.

    • Lucas P.
      setembro 1, 2012

      Verdade Ramon.. Por incrivel que pareça um monstro que era Charles Barkley tambem nunca ganhou seu anel!!! Uma pena!!!

      • Ramon
        setembro 1, 2012

        Charles Barkley ? Não respeito esse cara , aliás nem ele , nem o Julius Erving o “DR.J” e nem o Moses Malone.
        Desde aquela covardia que fizeram com o Bird , não respeito esses cara !! São sujos !

  8. Zack Batista
    setembro 1, 2012

    Um dos maiores da NBA, sem dúvidas. está fazendo falta na liga…

  9. Gotin
    setembro 1, 2012

    Qual a covardia que eles fizeram com o Bird? Eu não sei…

    • Luiz Fernando Teixeira
      setembro 1, 2012

      Acredito que ele se referiu a essa briga, infelizmente comum para a época.

      • rafa
        setembro 1, 2012

        caralho, que mancada, enquanto um segurou o outro deu porrada na cara, que covardia…

      • Adriano Félix
        setembro 3, 2012

        Nossa q vergonha.. essa eu ainda nao tinha visto

    • Ramon
      setembro 3, 2012

      Cara , no jogo entre Celtics x 76ers , Bird estava deitando e rolando estava ja na faixa dos 40 pontos enquanto um desses 3 covardes estava com apenas 6 , e não aceitavama isso e começaram um tumulto e fizeram essa covardia com o Biurd.

  10. Elias Fernandes
    setembro 2, 2012

    vixi,ai e osso,mas meu,quem sao voces pra falarem de sujos?uhauahua acorda,ja vi coisa bem pior!!!

    • Lucas P.
      setembro 3, 2012

      Hahahahaha, tipo BRUCE BOWEN ? hahahaha

  11. RafaelRox
    setembro 3, 2012

    the answer era animal rsrsr.

  12. Ramon
    setembro 3, 2012

    Ai tenho uma dúvida , quando vai sair o artigo , eles não tinham bola de cristal 3 ?

    Vcs prometeram esse , sobre os Celtics.

    • Ricardo Stabolito Jr.
      setembro 3, 2012

      Ramon, deve sair bem em breve. Já vi ele no nosso publicador, então está para ser postado.

    • Luiz Fernando Teixeira
      setembro 3, 2012

      Devidamente postado.

  13. Diego
    setembro 4, 2012

    Falem o que quiser… Mas o Iverson naquela temporada foi o cara que me fez gostar da NBA.

    Pena esse final de carreira melancólico.

    Pena esse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em setembro 1, 2012 por em Artigos, Destaque, Philadelphia 76ers.
%d blogueiros gostam disto: