Enquanto Miami Heat e Indiana Pacers de digladiam pelo título da conferência Leste, o San Antonio Spurs assiste tudo de “camarote”. O campeão do Oeste precisou de apenas quatro jogos para derrotar o Memphis Grizzlies e garantiu sua vaga na final da liga há quase uma semana. A espera pelo oponente proporciona um valioso descanso ao elenco texano, mas também “força” um afastamento das quadras que preocupa o veterano Tim Duncan.

“Nós estamos empolgados por termos chegado aqui, mas o calendário é assim. Estaremos um pouco enferrujados no primeiro jogo da final e temos que encontrar um modo de continuarmos ‘afiados’. Esperamos acabar com a ferrugem rápido e readquirir nosso ritmo dentro de quadra”, avaliou o ala-pivô, selecionado para o quinteto ideal da temporada.

O tempo longe de ação interrompe uma série de seis vitórias seguidas do Spurs nos playoffs, mas oferece tempo para a recuperação física do grupo. Os líderes do elenco (Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker) estão acima dos 30 anos e o titular Kawhi Leonard vem jogando com uma lesão no quadríceps desde a temporada regular. Para Parker, o período de folga tem tudo para ser mais benéfico do que prejudicial à equipe.

“A forma como jogamos contra o Grizzlies foi muito físico. Eu sei que nossos pivôs estão cheios de hematomas. Nós vamos nos recuperar e estar preparados para enfrentar quem quer que seja o outro finalista”, assegurou o armador francês, principal pontuador da franquia na temporada regular (20.3) e playoffs (23.0).

O Spurs poderá ter seu adversário na decisão decidido na noite deste sábado, quando o Heat vai a Indiana com chances de fechar o duelo contra o Pacers. Em caso de derrota de Miami, o time comandado por Gregg Popovich terá que esperar até segunda-feira para saber quem vai encarar nas finais.

Quer assistir a um jogo da NBA? Então aproveite o cupom de descontos do Jumper Brasil no Super Ingressos.