JUMPER BRASIL

Notícias, Artigos, Vídeos, Rumores, NBA

Revisão da temporada – Denver Nuggets


Denver Nuggets (57-25) 3º na Conferência Oeste

Time base

Ty Lawson
Andre Iguodala
Danilo Gallinari
Kenneth Faried
Kosta Koufos

Principais reservas

Wilson Chandler
Corey Brewer
Andre Miller
JaVale McGee
Evan Fournier

Líderes

Pontos: Ty Lawson – 16.7
Assistências: Ty Lawson – 6.9
Rebotes: Kenneth Faried – 9.2
Roubadas: Andre Iguodala – 1.7
Tocos: JaVale McGee – 2.0

Agentes livres: Andre Iguodala, Corey Brewer, Timofey Mozgov, Julyan Stone.

O Denver Nuggets teve uma temporada fantástica. Apostando em uma equipe sem uma super-estrela e no talento do treinador George Karl, eles tiveram 57 vitórias e uma série de 16 triunfos seguidos, uma das maiores de todos os tempos. Karl acabou sendo eleito o melhor técnico do ano, e o General Manager Masai Uriji foi o eleito o melhor dirigente do ano por montar o belo elenco da franquia.

O esquema do time se baseou na boa defesa e velocidade nos contra-ataques, com diversos jogadores se revezando no protagonismo: Ty Lawson, Danilo Gallinari, Wilson Chandler, Corey Brewer… a cada jogo, qualquer peça da equipe poderia surgir como o herói. E justamente a falta de um “go-to guy” foi apontada por alguns como a razão da queda da franquia.

A equipe teve o melhor ataque da temporada, anotando 106.1 pontos por partida em média, além de ter o segundo maior Pace (número de posses de bola por 48 minutos) da liga, com 95.1.

Mais uma vez,  Nuggets caiu na primeira rodada dos playoffs, dessa vez frente o jovem time do Golden State Warriors e em seis jogos. A franquia não conseguiu superar o small ball implantado pelo rival após a lesão de David Lee, e foi castigada pelas bolas de três pontos de Stephen Curry, Klay Thompson e companhia (até mesmo Draymond Green matou suas bolinhas).

Com a eliminação, Karl foi demitido, e para o seu lugar a franquia trouxe Brian Shaw; além disso, eles trouxeram Tim Connelly para ser o substituto de Masai Uriji, que levou os seus talentos para o Toronto Raptors.

O que deu certo

Kenneth Faried: a decisão de trocar Nenê para dar mais espaço para o jovem ala-pivô na última temporada se mostrou muito acertada. Faried se firmou e anotou 11.5 pontos e 9.2 rebotes de média, além de ter sido escolhido o melhor jogador do desafio entre calouros e segundanistas que aconteceu durante o All-Star Game.

O que deu errado

George Karl: apesar de ser eleito o melhor treinador da temporada, ele não conseguiu usar de forma correta as várias peças que tinha à disposição para passar pelo Warriors. Decisões equivocadas, como pôr o veterano Andre Miller para marcar Curry ou reduzir o tempo quadra de JaVale McGee, custaram a ótima temporada do time.

Efeito Paliativo

Andre Iguodala: o ala só disputou uma temporada com o Nuggets, mas adicionou a defesa de perímetro que o time carecia em sua campanha. Com 13.0 pontos, e 5.3 rebotes e 5.4 assistências de média por partida, o ala vai fazer falta para próxima temporada, infelizmente.

Futuro

Brian Shaw: com a saída de Karl, o ex-jogador assumiu a responsabilidade de fazer com que a profundidade do elenco se transforme em mais do que uma primeira rodada de playoffs. Cotado há anos para assumir uma franquia, essa vai ser a primeira chance dele para provar que toda a especulação estava à altura de suas capacidades.

Sobre Luiz Fernando Teixeira

Colaborador do Jumper desde 2012. Pernambucano radicado em Salvador há mais de 10 anos, aficionado pela história da NBA e torcedor do Phoenix Suns - por causa de Steve Nash.

9 comentários em “Revisão da temporada – Denver Nuggets

  1. Gabriel"los mavs"
    julho 24, 2013

    Força Denver. Esse ano mister Gallo vai ser All-Star anotem.

    • Zack Batista
      julho 24, 2013

      Hahahaha… Vc está falando sério mesmo?? Tudo bem q Gallinari melhorou muito seu jogo, tanto no ataque quanto na defesa mas, continua sendo um bom jogador, e só. Muitos aqui falam q ele era o “cara da decisão” do Denver, discordo disso. O cara q definia era o veterano André Miller e não o Gallo.

      Vi vários jogos do italiano e não me convence nem um pouco q será um all star. Ele demonstra imaturidade e nervosismo em momentos decisivos, cometendo erros bobos q parece novato. Bom, são opiniões né…

  2. Gallo se tivesse jogado no leste nesta temporada já seria all star. Gallo >>> Deng.

    Nuggets deveria tankar e tentar um top5 para pegar um jogador para construir a equipe em volta. Faried, Gallo e JJ são bons complementos mais precisam de um jogador com nivel de super estrela. Não gosto do Lawson, apesar dele dar show na regular, seu tamanho é um baita prejuizo contra os novos PG’s (Wall, West e etc).

    • Mario
      julho 24, 2013

      Lawshow cansa de estuprar o West. É um dos jogadores mais dificeis de serem marcados devido ao seu atleticismo, alem de ser um jogador decente defensivamente

    • Pedrinhooo
      julho 24, 2013

      Não gosta do Lawson? Cara não o quer dar ao Lakers a gente agradecia rsrsrs. O Nuggets tem time para atacar os playoffs porque iria tankar? Lawson, Fournier, Gallinari, Faried e JJ HIckson e depois com o Nate a dar frescura vindad o banco e o McGee que é sempre mais ou menos na defesa é um time ótimo. Agora com a aquisição do Brian Shaw um treinador bom especialmente na defesa coisa que o time não tinha muito. O Nuggets tem time que chegue e sobre para ser top4 ou top5 Oeste.

  3. aluyson
    julho 24, 2013

    Gostei da temporada do Nuggets, superou minhas expectativas na regular, mas no playoffs até apostei 10 reais com um amigo meu que não passava pelo golden state. O time ta no caminho certo, só achei equivocada a demissão do Karl. Querendo ou não ele é um ótimo técnico e conseguiu a melhor temporada regular da história da franquia, sei la, faltou um pouco de agredecimento por parte do nuggets, mais fazer o que, vai ter que viver com isso. Ano que vem na minha opinião briga pelo 8º lugar no oeste, se tivesse no leste ia pra pós temporada tranquilamente. Boa Sorte Nuggets

    • Pedrinhooo
      julho 24, 2013

      Concordo consigo. Eu até acho que os Nuggets com o Brian Shaw estão melhores do que com o George Karl. O Shaw é experiente e sabe bastantes esquemas defensivos e pode aplicar algumas técnicas do P-Jax. Diria mesmo que a equipa do Nuggets vai ficar mais equilibrada em termos de ataque-defesa.

    • Rodrigo
      julho 24, 2013

      Nuggets piorou, vale lembrar que perdeu Igoudala, fundamental na defesa. Ainda assim, não acho que terá uma queda brusca e irá aos playoffs, porém, acho que em 6º pra baixo.

  4. CosmeCelta
    agosto 9, 2013

    Nate Robinson é empolgante de ver jogar, vai adicionar muita velocidade e vontade ao time.. Acho que pode chegar aos offs sim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em julho 24, 2013 por em Artigos, Denver Nuggets, Destaque.
%d blogueiros gostam disto: